Apresentação

A profissão de intérprete de língua gestual portuguesa é hoje uma profissão indispensável à promoção da comunicação entre as pessoas surdas e ouvintes. Afirma-se na Lei n.º 89/99, de 5 de julho no seu artigo n.º 2: “Consideram-se intérpretes de língua gestual portuguesa os profissionais que interpretam e traduzem a informação de língua gestual para a língua oral ou escrita e vice-versa, por forma a assegurar a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes”.

Miguel Santos
“(…) Os quinze anos de história deste curso garantiram à ESEP um lugar fundamental na formação de intérpretes a nível nacional. É agora tempo de marcar a nossa posição na investigação científica sobre este domínio”. Ler mais

Cidália Alves
“Fundado e estabelecido o curso de licenciatura em TILGP, já com uma década de provas dadas, particularmente em contexto educacional, pareceu importante a esta comissão de coordenação consolidar o prestígio granjeado e, adicionalmente, desenvolver condições específicas no percurso formativo dos estudantes (…)”. Ler mais

Jorge Coelho
“(…) Só a coordenação do curso me permitiu ascender a este patamar fundamental para a própria perceção da importância que este curso teve e tem na vida do dia-a-dia do cidadão surdo e na sua inclusão na sociedade”. Ler mais

Isabel Pereira Pinto
“(…) Foi um desafio mas, acima de tudo, foi uma experiência muito positiva e enriquecedora”. Ler mais